• 2 de Setembro, 2021

Com a manutenção das taxas de juro em níveis negativos e com a guerra comercial na banca, poderá fazer sentido transferir o seu crédito habitação. Refletimos sobre alguns pontos neste artigo.

Como estudar a transferência de um Crédito Habitação?

A transferência de um crédito habitação dependerá de duas variáveis. A primeira prende-se com o valor do spread. A segunda considera os custos associados à transferência, que dependendo dos casos podem ser expressivos, mas que vários bancos já suportam.

O primeiro passo consiste em avaliar a sua Situação Financeira

O ponto de partida de qualquer solução de poupança concerne em diagnosticar a sua situação financeira. É claro que as promessas de redução de spread são muito tentadoras. No entanto, nem todos os processos são aprovados, pelo que é importante perceber se tem condições para mudar de banco.

As Taxas de Juro continuam muito baixas

Tal como se sabe, as taxas de juro EURIBOR estão próximas de zero e espera-se que assim vão continuar durante algum tempo. Complementarmente, após vários anos sem conceder crédito, a banca tradicional necessita desesperadamente de emprestar dinheiro (a alternativa passa por pagar para emprestar dinheiro ao Banco Central). Assim, o spread dos créditos habitação, sejam transferências sejam novos contratos, têm vindo a cair de expressivamente. Esta queda poderá representar largas dezenas de euros poupados todos os meses.

Saiba as condições atuais do seu Crédito Habitação

Antes de inquirir os bancos concorrentes deverá saber quais as condições atuais do seu crédito habitação. Não falamos apenas do spread mas também de todos os produtos/serviços contratados, por exemplo, o segura de vida, o seguro multirriscos ou outros produtos como cartões de crédito e afins. Pode não ter noção mas em vários casos o pagamento mensal do seguro de vida é superior a algumas prestações bancárias.

Além destes dados, deverá procurar perceber qual o valor de mercado da sua habitação e o valor total em dívida. Saiba que atualmente os bancos não emprestam 100% do valor do imóvel, preferindo algo perto dos 80% ou 90%. Isto significa que tem de dar algum valor de entrada inicial. Assumindo que os preços das casas caíram no passado e que muitas pessoas fizeram um crédito consolidado com recurso à sua habitação.

Veja os custos de Transferência

Finalmente, deverá analisar todos os custos associados à transferência do seu crédito habitação. Poderá ter uma comissão por reembolso antecipado (entre 0.5% e 2% do valor em dívida, dependendo se estamos a falar de créditos a taxa variável ou taxa fixa), custos com novas escrituras, avaliação do imóvel, entre outros.

Alguns destes custos podem ser elevados. No entanto, poderá usufruir de algumas campanhas em curso onde se isentam estas comissões ou onde os bancos suportam parte ou a totalidade dos custos de transferência.

Prepare o seu processo com prudência

Por fim, para efeitos de redução do spread do crédito habitação, aconselhamos que prepare o seu processo com prudência. Deverá ter em conta a sua taxa de esforço, a relação entre o empréstimo e a garantia oferecida, a sua estabilidade de rendimentos, entre outros. Se tiver dúvidas não hesite em utilizar os nossos contactos para qualquer esclarecimento.

Mudar de banco pode representar uma enorme poupança. E é nosso propósito ajudá-lo a poupar