• 20 de Março, 2023

O aumento da inflação tem impacto direto no poder de compra e na poupança dos portugueses. Neste contexto, o imobiliário continua a ser um investimento de eleição. De facto, neste período de incerteza económica, os imóveis continuam a ser um dos investimentos mais confiáveis, pois não perde valor.

Descubra como o setor imobiliário oferece boa proteção contra o aumento dos preços.

Há vários meses que Portugal enfrenta um aumento generalizado e duradouro nos preços sem precedentes. Porquê? A guerra na Ucrânia, o fim da crise da Covid e o aumento dos preços da energia são algumas das razões que podem explicar este fenómeno. Neste período, o mercado da oferta e da procura não se equilibra. Se souber ser paciente, poderá considerar fazer investimentos financeiros a longo prazo, investindo ao longo de vários anos.

Neste caso, não hesite em recorrer ao setor imobiliário. Não é à toa que o betão tranquiliza os investidores. Apesar das crises, permite-lhes obter boas mais-valias na revenda, garantir a sua reforma ou, simplesmente, transmitir um bom património aos seus herdeiros. Habitações principais ou secundárias, mas também investimentos em aluguer permitem que invista de forma inteligente para se preparar para o seu futuro.

Porquê investir em imobiliário

Apesar do declínio nos retornos de muitos produtos de poupança e o aumento nas taxas de juros de empréstimos, investir em imóveis continua a ser melhor opção de investimento para os portugueses. Ao contrário dos produtos financeiros atingidos pela crise, os imóveis têm apresentado pouca volatilidade e garantem rentabilidade estável.

Investir em imóveis significa adquirir um ativo estável que se pode valorizar com o tempo. Os riscos de depreciação são mais raros em imóveis, mas existem, e podem estar ligados a casos excecionais relacionados com o ambiente ou deterioração significativa do edifício. No entanto, pode antecipá-los ou evitá-los desde que seja rigoroso o suficiente em todos os pontos a serem verificados antes de uma aquisição.

Como começar a investir em imobiliária

Para fazer um bom investimento é recomendável que siga cuidadosamente algumas etapas importantes. Para começar, é necessário informar-se sobre o mercado imobiliário em geral. Em seguida, informe-se sobre as vantagens que considere benéficas para si como indivíduo. Por isso, se quiser começar a investir em imóveis, uma boa rentabilidade só será possível se:

avaliar a rentabilidade do imóvel;

escolher entre imóveis simples, mobiliados ou de alto rendimento;

comprar pelo preço certo;

ter uma visão geral da tributação (muitas reduções ou deduções fiscais são
possíveis).

Investir em imóveis com sucesso, portanto, requer um pouco de investimento pessoal e tempo para se dedicar a isso. No entanto, é uma abordagem muito mais acessível do que investir nos mercados financeiros altamente voláteis. Além disso, o dinamismo do mercado imobiliário também permite, se necessário, uma revenda fácil e rápida de imóveis de qualidade.

O tipo de investidor que considera ser, reflete-se no tipo de investimento que quer realizar. Não gosta de correr riscos e quer garantir que não perde dinheiro, ou está disposto a arriscar um pouco de modo a aumentar a rentabilidade mesmo sabendo que possa implicar algumas perdas.

Independentemente do tipo de investidor que é, deve respeitar uma regra muito importante que consiste em diversificar o que aplica, não coloque todos os ovos no mesmo cesto, divida o seu investimento em vários produtos de forma a reduzir assim a probabilidade de perda.

Comprar para arrendar ou para vender

Quando investir, tenha uma ideia consolidada do que pretende, quer investir num imóvel para vender ou para arrendar? Será que o pagamento da renda compensa e cobre as suas despesas respeitando a sua estratégia, sendo uma boa opção a curto prazo? ou seja, o valor da renda mensal cobre a prestação do empréstimo que contraiu, os impostos inerentes (IMI, IMT, IS, seguros, etc.) e ainda um valor que serve de fundo de maneio ou emergência (como quiserem chamar), para fazer face a qualquer despesa de manutenção ou extra que possa surgir.

Caso compre um imóvel na expectativa de uma valorização do mesmo, a médio longo prazo, opte por um investimento numa zona com procura elevada, assim aumenta a probabilidade de uma venda rápida, caso seja necessário. Assim, antes de fazer qualquer investimento, analise qual a opção que considere mais vantajosa para si consoante o valor que quer, ou tem para investir.

Construir património

Mesmo que o mercado imobiliário sofra variações, em períodos de 10 a 15 anos, não perde totalmente o seu valor. Pelo contrário, investir em imóveis permite otimizar o valor de mercado dos seus ativos todos os anos. O valor de mercado de um imóvel representa o preço pelo qual ele seria vendido no mercado imobiliário num determinado momento. Esta valorização do imóvel pode ser ainda mais significativa se forem realizadas obras de remodelação com o intuito de modernizar o imóvel.

Um investimento imobiliário pode dizer respeito à compra de habitação destinada a arrendamento ou à aquisição de habitação própria. Mesmo fora de Portugal, um imóvel que atenda os seus critérios de conforto, seja um apartamento ou uma casa, nem sempre é financeiramente acessível. Além disso, a mobilidade geográfica profissional nem sempre torna esse tipo de compra rentável.

Portanto, começar a investir em imobiliário deve ser uma decisão ponderada, deve ter em conta uma quantidade fatores importantes, como o seu perfil de investidor, a sua expetativa de rentabilidade ou a sua capacidade financeira.